Descubra a magia de Sevilha

Transferir Audioguia

O Hotel Bécquer encontra-se em pleno centro histórico de Sevilha, a dois passos de monumentos tão emblemáticos como a Catedral. Os visitantes que procurem descobrir os encantos da capital andaluza, encontrarão no nosso hotel o ponto de partida perfeito para iniciar o seu périplo turístico. Mostramos aqui alguns dos pontos de interesse mais significativos da cidade.

Também conhecida como Catedral de Santa Maria da Sede de Sevilha, esta maravilha do gótico é o terceiro maior templo cristão do mundo, depois de São Pedro de Roma e da catedral de São Paulo em Londres. Em 2010, foi declarada Bem de Valor Universal Excecional e, já em 1987, a UNESCO concedeu-lhe o título de Património da Humanidade, assim como ao Arquivo das Índias e ao Real Alcázar. Famosa é a sua torre e campanário, que formam um conjunto mais conhecido pelo nome de Giralda, que com uma altura de 104 metros se pode contemplar em muitas zonas da cidade. Sem dúvida, uma visita imprescindível.

Chamada também Basílica Menor da Santíssima Virgem Maria da Esperança, Coroada, que está situada na rua Bécquer, em pleno bairro da Macarena. De estilo neobarroco e colorista, a construção da basílica foi iniciada em 1941 e terminada 8 anos mais tarde, em 1949, para se converter na sede da Irmandade do Nosso Pai Jesus da Sentença e de Maria Santíssima da Esperança Macarena. Em 2009, foi inaugurado o museu da basílica, onde o visitante pode realizar um percurso pela Semana Santa de Sevilha através dos elementos processionais e litúrgicos que a irmandade foi reunindo.

Desenhado por Juan de Herrera e situado junto ao Real Alcázar e à Catedral, o Arquivo Geral das Índias foi criado em 1875 para albergar a documentação relacionada com as colónias espanholas. Neste edifício estão guardados milhares de mapas, desenhos e textos referentes às antigas colónias. Tal como a Catedral e o Real Alcázar, foi considerado Património da Humanidade.

Um dos mais populares de Sevilha, recebeu o nome da antiga paróquia de Santa Cruz, uma igreja de estilo mudéjar que foi derrubada durante a ocupação francesa e sobre a qual se construiu posteriormente a atual Praça de Santa Cruz. O bairro é formado por um conjunto de ruas estreitas e labirínticas, ao estilo das velhas judiarias, onde assentam imponentes casas senhoriais, palácios familiares e impressionantes pátios floridos.

Situado na margem do rio Guadalquivir, o Bairro de Triana encontra-se unido ao centro da cidade pela famosa Ponte Isabel II (popularmente conhecido como Ponte de Triana), uma moderna construção de ferro considerada Monumento Histórico Nacional desde 1976. Dizem deste bairro que alberga nas entranhas a real essência de Sevilha. Cruzam-se no caminho do visitante que penetra nas suas ruas o Castelo de São Jorge, a Igreja de Santa Ana, a Cava, a estátua de Juan Belmonte…

É conhecido como Real Alcázar o belo conjunto de edifícios palacianos que, rodeado por uma muralha, se encontra assentado no centro histórico de Sevilha. Embora a sua construção tenha sido iniciada na Alta Idade Média, este conjunto reúne elementos de todos os estilos arquitetónicos que se sucederam do século X ao XVIII, resultando numa surpreendente combinação de arte islâmica e cristã. Destacam-se os delicados jardins e pátios, os magníficos tanques, a coleção de tapeçarias… Foi declarado Património da Humanidade em 1987.

De estilo barroco, o Palácio de São Telmo é um dos edifícios mais emblemáticos da cidade. Construído no séc. XVII, é atualmente a sede do Governo da Andaluzia. Destaca-se a sua magnífica portada de estilo churrigueresco, obra de Matías e Antonio Matías Figueroa.